Dicas para aproveitar Santiago – Chile

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Não sou a maior viajante de todos os tempos e só fui uma vez ao Chile, mas gostaria de compartilhar algumas dicas com outros amantes de viagens. Sempre quis ir ao Chile e depois de algumas pesquisas, marquei minha viagem para início de setembro – quando ainda poderia encontrar neve nas estações de esqui. Deixo algumas dicas e meu roteiro.

Onde vale mais a pena trocar o dinheiro?

Eu troquei o dinheiro lá no aeroporto, no Chile. Achei mais seguro e o câmbio estava mais vantajoso que no Brasil. Só tenha paciência que dependendo do horário vai ter uma fila básica.

Período da Viagem: De 03 a 12 de setembro. Consegui pegar neve nas estações, dias de sol com clima fresco e até chuva em Santiago.

Hospedagem: Quando eu viajo sozinha costumo ficar em hostel, pois a probabilidade de conhecer pessoas é maior. Porém, sou bem chata com barulho. Sempre pesquiso no Booking e no TrpAdvisor a opinião das pessoas e avalio o que realmente importa para mim. Custo x benefício.

Onde fiquei:

La Casona Hostel

Minha opinião: fiquei em quarto privado e com banheiro compartilhado. Achei tudo muito limpo e organizado. O café da manhã é simples, mas dá para se alimentar bem. La Casona em si é silencioso, só o hóspedes que não tem muita noção e saem batendo portas, arrastando as malas e tudo que tiver pela frente – o chão é de madeira, então faz barulho. Só senti falta de eventos para integrar os hóspedes. Do mais, os funcionários são super educados.

Sobre a localização: Quase que na esquina da rua do hostel tem uma estação de metrô, fica em uma rua movimentada. Tem vasto comercio ao redor e, também, consegui explorar bem a região à pé.

Recomendo: sim!

IMG_3230
Cabine de banheiro individual
IMG_3211
Sala de jantar
IMG_3212
Sala de estar
IMG_3225
Vista do janelão da sala de estar – muito agradável por sinal.
IMG_3229
banheiro
Quarto particular com duas camas de solteiro.
Quarto particular com duas camas de solteiro.

 

Outras opções: conheci viajantes que estavam no Che Lagarto e amaram a hospedagem (festinhas). O pessoal que estava no Hostelling International – HI não reclamou também. #ficadica

Pontos Turísticos:

O museu que mais amei…

Museu Chileno de Arte Precolombiana

A infraestrutura do local é maravilhosa. Vale muito a pena pelo valor que é cobrado. Você vê o investimento na conservação das peças. Achei demais, tanto a parte das obras de arte, da história, como o local em si. No museu tem wifi liberado. É possível baixar o aplicativo dele,ler os QRCodes das peças e aprender sobre história no seu idioma. Ficou curioso? Baixe o app, pois é possível usá-lo, ver as peças e assistir aos vídeos mesmo sem estar lá. Cultura nunca é demais! 😉

IMG_2791
Escadas indo para o subsolo
IMG_2793
Hello. It’s me.
IMG_2794
Museu Chileno de Arte Precolombiana
IMG_2796
Museu Chileno de Arte Precolombiana
IMG_2797
criança mumificada – Museu Chileno de Arte Precolombiana
IMG_2799
Artes e tapeçaria – Museu Chileno de Arte Precolombiana
IMG_2801
Américas- arte nas paredes – Museu Chileno de Arte Precolombiana
IMG_2803
Vista do segundo andar para a Cafeteria – Museu Chileno de Arte Precolombiana

Museu de Belas Artes

IMG_3243
Academia de Belas Artes
IMG_3249
Academia de Belas Artes
IMG_3254
Museu de Belas Artes
IMG_3260
Parte Interna Museu de Belas Artes

Um lugar lindo tanto na área externa como na interna. Vale a pena visitar!

Cerro de Santa Lúcia

IMG_3335
Esse negócio de viajar só eu e o pau de selfie dá nisso: poses malucas!

 

IMG_3318
a vista!

IMG_3278

IMG_3394

IMG_3395

Casa de Pablo Neruda

Eu não conhecia a história de vida de Pablo Neruda e visitar La Chascona foi muito interessante. Entrar pelos cômodos, viajar no tempo e imaginar como os fatos aconteceram ali, naquele lugar. Uma casa que foi construída para ser o aconchego de um grande homem com a mulher da sua vida. Por fora, como pode ser visto nas fotos, não tem nada demais. Porém, no interior, tem muita riqueza em detalhes. Ao longo da visita, tem um aparelho de áudio que vai narrando o trajeto. Me encantei.

IMG_4413

IMG_4416

IMG_4418

Cerro San Cristóbal

Uma vista linda e incrível! <3 Uma excelente ideia é visitar já no fim da tarde, sentar lá escadinha do topo e apreciar o pôr do sol.

IMG_4242
Um lugar de fé, oração e meditação. Na parte superior a imagem da santa e abaixo um lindo jardim com bancos dedicados a devoção.

 

IMG_4264
Vista no topo

 

IMG_4308
Uma selfie com essa luz do pôr do sol! Pra que filtro, people?

 

IMG_4409
Vista da cidade de Santiago

 

IMG_4397
entrada da estação funicular para chegar ao Cerro São Cristovão

IMG_4388

Pátio BellaVista

Um lugar para passar uma noite agradável, degustar boa comida e conversar. Seja numa pizzaria, no pub ou em um restaurante de comida regional. Visite pelo menos uma vez.

IMG_4404
Um dos pratos do restaurante Tambo de comida peruana e sul-americana. Recomendo! Serviço e comida nota 10!

 

IMG_2825
Uma noite fria no pátio BellaVista

p.s: o Pub Dublin é uma boa pedida também!

Passeios CityTour em ônibus – A empresa líder lá é a Turistik. Eu fiz tudo a pé mesmo! =)

Sobre vinícolas: como eu estava sozinha, não fui em nenhuma! Conheci turistas que elogiaram muito a Vinícola Santa Cruz.

Free Tour Santiago – Em frente a catedral de Santiago, é possível encontrar guias com camisas vermelhas FreeTour. Visite o site e se informe sobre os horários.

No post sobre aplicativos para viagem, você encontra maneiras de conhecer e aproveitar ao máximo sua trip. Dá uma olhada!

Se você deseja saber mais curiosidades sobre o Chi-chi-chi-le-le-le, da uma olhada neste post.

Tá faltando dica aqui? Ajude-nos escrevendo nos comentários. Faça com que outras pessoas aproveitarem ao máximo suas férias! Por um mundo com mais viajantes felizes!